Começou a fase de Quartas de Final do Campeonato Paranaense de Futebol

Começou a fase de Quartas de Final do Campeonato Paranaense de Futebol

A escrita se manteve no oeste do estado. No sábado (12), o Maringá FC soube segurar a pressão para vencer o FC Cascavel por 1 a 0, na primeira partida das quartas de final do Campeonato Paranaense. Gol de Mirandinha.
Foi o quinto encontro entre os dois times neste ano (três amistosos e dois jogos pelo Estadual), com quatro triunfos do Dogão e um empate.

No Estádio do Café, o atual campeão paranaense saiu na frente na busca pelo bi nesta temporada. O Londrina bateu o Athletico por 1 a 0. O Tubarão agora joga por um empate dentro de uma semana, às 16h, na Arena da Baixada, para avançar. Eltinho fez a festa do torcedor londrinense.

Caçula da elite do Estadual, o São-Joseense derrotou o Operário Ferroviário no Estádio do Pinhão e saiu em vantagem no jogo de ida do mata-mata. Alisson Taddei e Bruno Oliveira marcaram para a equipe da casa. Lucas Mendes descontou para o Alvinegro. O resultado faz o time de São José dos Pinhais jogar pelo empate em Ponta Grossa. Caso o Alvinegro devolva o placar, a vaga será decidida nos pênaltis.

Por fim, o Coritiba também largou na frente contra a equipe do Cianorte. Léo Gamalho anotou o gol do Coxa na partida disputada no Estádio Albino Turbay. O resultado faz os comandados de Gustavo Morínigo jogarem pelo empate no Couto Pereira. Caso o Leão do Vale do Ivaí devolva o placar, a decisão ficará para os pênaltis. Quem avançar vai encarar o vencedor de Athletico e Londrina nas semifinais.

O time da Juventus confirmou que os ônibus que enviou para Zahony, na fronteira da Hungria com a Ucrânia, com o intuito retirar 80 pessoas, a maioria crianças, da zona de guerra, chegaram à Itália. Os refugiados desembarcaram na comuna italiana de La Morra, na província de Cuneo.
O clube disponibilizou 20 funcionários e alguns ônibus para realizar o projeto de ajuda humanitária na Ucrânia. A decisão foi tomada após um pedido de resgate da Federação Ucraniana de Futebol, através de Alex Velykykh, nativo de Donetsk. Foram entregues também itens de sobrevivência, como roupas, comidas e remédios.